top of page

O que é diabetes e quais as diferenças entre tipo 1 e tipo 2

Diabetes Mellitus é uma doença crônica caracterizada pelo acúmulo de glicose na corrente sanguínea, glicose essa que não consegue entrar nas células, gerando assim um risco enorme para o corpo, podendo levar à amputação de membros e à morte.

Mas para você entender melhor é necessário que entenda alguns funcionamentos do nosso sistema. É importante ficar ligado no próximo parágrafo.

Quando nos alimentamos, produzimos diversos nutrientes, entre eles, a glicose. E assim que essa glicose cai na corrente sanguínea sinaliza para nosso pâncreas produzir insulina. Essa insulina vai diretamente para os receptores de insulina que estão presentes na membrana da célula, assim que ela se liga aos receptores é enviada uma mensagem para uma proteína que está no interior da célula vir fazer uma abertura na membrana para que a glicose possa entrar. Essa proteína é conhecida como “Glut-4” e é o principal mecanismo para captação de glicose sanguínea que temos no corpo. A partir do momento que a glicose está dentro da célula ela pode ser usada para produzirmos energia.

A diabetes do tipo 1 é quando nosso pâncreas não produz insulina fazendo com que nosso Glut-4 não receba a mensagem que existe glicose no sangue fazendo com que não tenha porta de entrada para as células. Essa aqui é muito comum em pessoas jovens, que já nascem com essa deficiência e dependem de injeções de insulina para conseguirem viver.

A diabetes do tipo 2 é diferente. O corpo produz a insulina normalmente, porém, quando essa insulina se liga ao receptor, nada acontece. O sistema desenvolve resistência à insulina e simplesmente não reage a sua ação. E acontece o mesmo logo em seguida: o nosso “porteiro” que é o Glut-4 não recebe a informação que existe glicose no sangue e não abre a membrana da célula para a captação. Nessa segunda, o quadro clínico é comumente desenvolvido durante a vida; maus hábitos alimentares e pré disposição genética são os principais fatores que levam o indivíduo a ser diagnosticado com diabetes.


Portanto ambos os casos resultam em um quadro de hiperglicemia que, se não for tratado, causará muitos danos à saúde, podendo levar à morte.


PROFESSOR

Gabriel Perrone Cota

CREF SP

144942-G/SP

INSTAGRAM

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


blog zone.png

Em nosso blog você vai encontar conteúdos interessantes sobre atividade física, saúde e bem estar!

Post´s

Tags

Nenhum tag.
bottom of page